Conteúdos

Já está comprovado que a ingestão da vitamina B-9 (Ácido Fólico) reduz a incidência de DTN – Defeitos do Tubo Neural e outros tipos de malformações congênitas. Durante a gravidez, o organismo feminino necessita de níveis adequados de folato, assim como de outras vitaminas, para garantir a formação perfeita da nova vida que se inicia.


A OMS - Organização Mundial de Saúde, recomenda a ingestão diária de 0,4 mg de vitamina B-9 para todas as mulheres em idade reprodutiva. Nos casos de mulheres que já tiveram um filho com malformação, a dose indicada para diminuir as chances de reincidência, sobe para 4 mg/dia. Além disso, o aconselhamento genético também é recomendado, para que o médico possa avaliar as chances de um novo caso na família. A ingestão dessa vitamina reduz em até 70% a probabilidade de uma gestação com feto portador de DTN – Defeitos do Tubo Neural e outras malformações congênitas.

No Brasil as farinhas de trigo e milho são enriquecidas com ferro e ácido fólico desde 2002. A partir de 2017, a ANVISA alterou a dosagem para 140 a 220 microgramas de ácido fólico para cada 100 gramas do produto.

Perguntas e Respostas
DOE AGORA